VALORES

Pertencer + ao projeto europeu

A União Europeia significa, em primeiro lugar, uma série de valores que nos permitem viver em conjunto, apesar das nossas diferenças linguísticas, culturais, religiosas e de costumes.

Para os mais de quinhentos milhões de pessoas que vivem na União Europeia, não é fácil compreender as pessoas do país vizinho ou de um país mais longínquo.

Os valores da solidariedade, da tolerância, da liberdade e igualdade e do respeito são importantes para viver em sociedade.

Ser solidário significa estar pronto a entreajudar-se; ser tolerante significa aceitar que qualquer pessoa possa viver e pensar de forma diferente.

Estes valores humanos comuns permitem que nos unamos e tenhamos o sentimento de pertencer ao projeto comum que é a União Europeia.

Viva a paz!

Em 2012, a União Europeia recebeu o Prémio Nobel da Paz. Decidiu atribuir o montante do prémio às crianças que não têm a sorte de crescer num ambiente de paz. Até à data, milhares de crianças desfavorecidas beneficiaram de projetos educativos.

A solidariedade na prática

  • Completa as frases:

A solidariedade, para mim, é:

A tolerância, para mim, é:

  • Dá um exemplo de solidariedade e de tolerância na sala de aula.
  • Cria a tua própria divisa de solidariedade:

 

CONSUMO ECOLÓGICO

Ser + responsáveis

Os cidadãos da União Europeia são igualmente consumidores que adquirem toda a espécie de produtos e serviços, para suprirem as suas necessidades ou para usufruírem dos seus pequenos prazeres.

Todos temos a responsabilidade de nos interrogarmos sobre o modo como consumimos e nos deslocamos. Através de boas escolhas e de pequenos atos ecológicos de todos os dias, participamos no desenvolvimento sustentável.

A União Europeia leva a cabo inúmeras iniciativas para incentivar os 27 Estados-Membros a adotar políticas sustentáveis, benéficas para todos os cidadãos da Europa e do mundo.

O que é o desenvolvimento sustentável?

O desenvolvimento sustentável é uma forma de consumo mais respeitadora: satisfazemos as nossas necessidades atuais sem esquecer aqueles que virão depois de nós. É importante deixarmos um planeta limpo para os nossos filhos. O desenvolvimento sustentável concilia a ecologia, a economia e a vida em sociedade.

  • Na tua opinião, estes pequenos gestos são bons para o desenvolvimento sustentável?

ÁGUA

Está sempre a chover! Por isso, quero lá saber, deixo a água da torneira correr sem parar.

SIM NÃO   

ALIMENTAÇÃO

Prefiro alimentos frescos produzidos perto da minha casa a comprar morangos em pleno inverno.

SIM NÃO

ENERGIA

Deixo as luzes sempre acesas: dão um ambiente fixe à casa.

SIM NÃO

TRANSPORTE

Sempre que possível, ando de bicicleta em vez de usar o automóvel.

SIM NÃO

 

AMBIENTE

Proteger + a natureza

Para vivermos agradavelmente em conjunto, é importante cuidarmos do nosso ambiente: da água, do ar, da vegetação e dos animais. Às vezes, as atividades humanas põem em perigo o equilíbrio da natureza e, por isso, temos de mudar alguns dos nossos comportamentos. A União Europeia luta contra a poluição e as alterações climáticas.

O aquecimento global

Cada habitante da União Europeia deita mais de um quilograma de resíduos por dia no caixote de lixo. E somos 446 milhões!

Felizmente, há alguns anos que reciclamos muitos produtos: garrafas de plástico, latas, vidro, papel e cartão. Com este simples gesto, lutamos contra a poluição.

Marca

Reconheces esta marca CE? É obrigatória em muitos produtos. Indica que o produto respeita as exigências europeias em matéria de segurança, saúde e proteção do ambiente. Podes encontrá-la em muitos objetos que tens em casa, incluindo jogos. Investiga onde estão!

 

ENERGIA E CLIMA

Produzir + energias renováveis

A poluição não conhece fronteiras. Em cada segundo, desaparece no nosso planeta uma floresta do tamanho de um campo de futebol para ser transformada em madeira ou papel. A poluição destrói o «pulmão verde» da Terra e causa uma produção excessiva de gases com efeito de estufa.

Efeito de estufa

Os raios de sol atravessam a atmosfera e aquecem o nosso planeta. Porém, à semelhança do que acontece nas estufas onde se cultivam plantas ou legumes, uma parte dos raios de sol não volta a sair da Terra. Este fenómeno natural chama-se efeito de estufa.

O pulmão verde

Graças à clorofila, as plantas verdes captam os gases com efeito de estufa e libertam oxigénio. Os seres humanos, tal como os automóveis, fazem o contrário: inspiram oxigénio e expiram CO2, ou seja, dióxido de carbono. Este gás é o principal responsável pelo efeito de estufa e pelo aquecimento global. Por conseguinte, nós funcionamos ao contrário das plantas. Ao destruí-las, estamos a destruir o pulmão verde que nos fornece o oxigénio de que necessitamos para viver.

Proteger + a natureza

O ambiente e o clima dizem respeito ao mundo inteiro. A Europa não possui muito petróleo ou gás natural e, por isso, tem de fazer tudo ao seu alcance para produzir energia renovável. Assim, os países da União Europeia comprometeram-se, até 2030, a:

  • reduzir os gases com efeito de estufa em 40%
  • reduzir o consumo de energia em 32,5%
  • produzir pelo menos 32% da sua energia a partir de fontes de energia renováveis (energia eólica, solar, marinha, etc.)

 

AGRICULTURA E ALIMENTAÇÃO

Comer + alimentos saudáveis

Para nos alimentarmos bem, devemos comer de tudo e de acordo com o nosso apetite, nem mais nem menos. O ideal, portanto, é que os nossos agricultores e criadores de animais se organizem de modo a produzirem uma grande diversidade de alimentos, em quantidade suficiente para todos!

Breve história da política agrícola comum

Em 1957, os seis países fundadores (Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos) decidiram que nunca mais haveria fome na Europa. Em 1962, lançam a PAC, a política agrícola comum.

Era necessário produzir alimentos suficientes para todos e garantir que os agricultores pudessem viver da exploração das suas terras. Os agricultores europeus recebiam auxílios financeiros e podiam produzir tanto quanto quisessem. No entanto, à força de produzir tudo em grandes quantidades, ficava-se com milhares de toneladas de produtos sem encontrar quem os comprasse. Que desperdício!

A partir da década de 80: cultiva-se melhor!

A partir dos anos 80, passa a estar fora de questão produzir-se qualquer coisa de qualquer maneira. É necessária uma agricultura de qualidade. Estabelecem-se também regras para que os animais sejam mais bem tratados. A Europa incentiva os agricultores a diversificarem as suas atividades.

Por exemplo:

Atualmente, a nossa alimentação é diversificada e de boa qualidade

Os agricultores e as lojas de produtos alimentares são obrigados a colocar logótipos e rótulos nas embalagens dos alimentos «do campo à mesa». Esses rótulos indicam-nos a composição dos alimentos e informam-nos da data a partir da qual deixamos de poder consumir os produtos.

No que respeita aos ovos, por exemplo, há sempre um código que permite saber em que país foram postos e se as galinhas viviam ao ar livre ou em gaiolas.

Em muitos produtos, encontrarás igualmente logótipos europeus que certificam a qualidade ou a origem.

  • Procura-os no frigorífico ou na dispensa da tua casa.

Este logótipo «Denominação de origem protegida» significa que o alimento deve ser produzido, transformado e preparado num local ou numa região específica.

Exemplos: o azeite «Kalamata» (Grécia), o mel «Mel do Alentejo» (Portugal), o queijo de Herve (Bélgica) e a chucrute «Stupavské zelé» (Eslováquia).

Este logótipo «Indicação geográfica protegida» significa que, pelo menos, uma das etapas (produção, transformação, preparação) de um produto se realiza num local ou numa região específica.

Exemplos: o salsichão de porco «Kiełbasa piaszczańska» (Polónia) e os espargos «Asparago di Cantello» (Itália).

Este logótipo garante que 95% dos ingredientes são produzidos de forma biológica e indica o nome do produtor ou do vendedor.

NÃO À COMIDA DE PLÁSTICO!

Em toda a Europa, mais de metade dos adultos têm excesso de peso. Se nada for feito, a Europa vai ser assolada por uma verdadeira epidemia até 2030. Este problema afeta também as crianças: um em cada sete jovens europeus terá peso a mais, podendo mesmo ser obeso.

Como lutar contra a comida de plástico?

Algumas escolas decidiram proibir os hambúrgueres, as batatas fritas, as pizas e os refrigerantes. O regime europeu de distribuição de fruta nas escolas promove a distribuição gratuita de frutas e legumes entre os alunos e incentiva os jovens a adotarem hábitos alimentares saudáveis.

Para ser verdadeiramente saudável, dever-se-ia comer 5 porções de fruta e legumes por dia.

Pode parecer-te imenso, mas é possível!

 

CULTURA

Criar + mais emoções

Sabes o que é a «cultura»?

A cultura é a expressão da nossa forma de viver. Reflete a diversidade das nossas tradições, dos nossos costumes e dos nossos valores. A cultura engloba as línguas que falamos, as artes e os locais onde elas se exprimem, a arquitetura dos nossos edifícios, a educação e muitas outras coisas.

A descoberta da nossa própria cultura e da cultura dos outros permite-nos aumentar a nossa compreensão mútua e viver + em conjunto.

«Europa criativa»

A União Europeia apoia o florescimento dos muitos setores culturais e audiovisuais dos 27 países membros. O objetivo é divulgar melhor os criadores talentosos da Europa e criar muitos postos de trabalho em todos os setores culturais: cinema, televisão, jogos de vídeo, museus, música, livros, etc.

Já sabias?

Todos os anos são selecionadas certas cidades europeias para serem capitais europeias da cultura. Em 2020, estas duas cidades são Rijeka (Croácia) e Galway (Irlanda). Em 2020, será a vez de Timişoara (Roménia), Elefsina (Grécia) e Novi Sad (Sérvia, país candidato)

 

SEGURANÇA INFORMÁTICA

Partilhar + em segurança

Graças à Internet, podes jogar em linha, ouvir música, pesquisar vídeos e informações para fazeres os trabalhos de casa. Também é fantástico poderes conversar com os teus amigos ou partilhar fotografias.

As redes sociais, como o Instagram, permitem-te manter o contacto com os teus amigos, ter notícias da tua família, tirar fotografias engraçadas e até fazer novos amigos. É frequente pensar-se que quantos mais amigos tivermos, mais populares somos.

Popularidade ou vida privada?

Em todos os casos, é importante seguir uma regra de prudência: nunca dês informações demasiado pessoais aos teus novos «amigos» e ainda menos aos que mal conheces. Deves proteger aquilo a que se chama a tua «vida privada» e também a vida privada da tua família.

Cuidado com os falsos amigos!

Através da Internet, das redes sociais ou do telemóvel, algumas pessoas mal-intencionadas podem tentar enganar-te ou insinuar-se na tua vida privada.

A União Europeia criou o programa «Safer Internet», para proteger e responsabilizar os jovens face aos riscos e desafios da Internet.

E desconfia dos SPAMS!

Um spam, ou correio eletrónico indesejado, é uma mensagem em que alguém finge conhecer-te. Geralmente, é para te vender alguma coisa ou pedir-te dinheiro.

 

A EUROPA NO MUNDO

Ajudar + os países pobres

A ajuda aos mais pobres

Como já vimos, a solidariedade é um dos valores principais da União Europeia. Um exemplo de solidariedade é, por exemplo, lutar contra a pobreza que ainda atinge um quinto dos europeus.

Além disso, não estamos sozinhos no mundo. Sabias que cerca de 1 500 milhões de habitantes do planeta vivem com apenas 1 euro por dia? Muitos países da África, da Ásia e da América Latina sofrem desta pobreza. Ainda há demasiadas pessoas no nosso planeta sem acesso a água potável, cuidados de saúde ou escolas. É nosso dever de reagir!

A União Europeia e os seus Estados-Membros contribuem, em conjunto, para mais de metade da ajuda concedida a nível mundial.

Ajuda humanitária

Em todo o planeta e em cada ano que passa, milhões de pessoas são afetadas por catástrofes naturais, conflitos e guerras.

A ajuda humanitária concedida pela União Europeia permite salvar vidas e fornecer alimentos, abrigos, medicamentos e água potável aos necessitados. Permite apoiar as famílias que são forçadas a fugir da guerra ou reconstruir edifícios destruídos.

Por que é esta iniciativa importante?

VIVER + em conjunto é partilharmos momentos de felicidade, mas também não ficarmos indiferentes às pequenas e grandes infelicidades dos nossos vizinhos, próximos ou distantes. A solidariedade faz parte dos nossos valores europeus!

  • E tu, o que podes fazer para

viver + em conjunto?

O que poderias fazer no dia a dia para melhorar a vida em comum, em casa, na tua escola e na tua rua?

Para compreenderes melhor de que modo a Europa se organiza e vive no dia-a-dia, consulta as duas brochuras:

Formatos disponíveis

Esta publicação online está disponível em 24 idiomas e nos seguintes formatos:

PDF PRINT HTML

Publicado em fevereiro de 2020 pela

Comissão Europeia
Direção-Geral da Comunicação
Unidade «Serviço editorial e medidas de sensibilização específicas»
1049 Bruxelas
BÉLGICA

Luxemburgo: Serviço das Publicações da União Europeia, 2020
https://op.europa.eu/pt/publications

Achou a presente publicação útil? Dê a sua opinião:
comm-publi-feedback@ec.europa.eu

Print
ISBN 978-92-76-01267-2
doi:10.2775/858284
NA-03-19-161-PT-C
PDF
ISBN 978-92-76-01287-0
doi:10.2775/260763
NA-03-19-161-PT-N

© União Europeia, 2020
Reutilização autorizada mediante indicação da fonte.
A política de reutilização de documentos da Comissão Europeia é regulamentada pela Decisão 2011/833/UE (JO L 330 de 14 de dezembro de 2011, p. 39).